Sobre mim


Meu nome é André Jaccon fundador da empresa IndieWorks Tecnologia que é uma empresa focada em desenvolvimento de software, soluções cloud e tercerização tecnologia da informação. Minha trajetória profissional começou antes mesma de iniciar minha formação. Aos 16 anos de idade fui convidado para assumir a área de tecnologia de uma empresa de cobrança chamada Target em São Paulo.


Iniciando a relação de paixão com a Apple

Adorador de máquinas de alto desempenho,  em 1994 comecei a trabalhar na maior empresa de catálogos do país a Central Brasileiras de Catálogos. Tive meus primeiros contatos com a plataforma Apple em um Macintosh Powermac G3 Bege no qual trabalhar com tratamento de imagem, arte final e também scanner de alto desempenho um Screen DTS 3000. Como eu evoluia rápido na área de tecnologia da informação eu via que precisava de mais…


Conhecendo as plataformas Open Source

Em 2000 ainda ná CBC fui convidado a assumir o departamento de tecnologia da informação o antigo ( CPD ) da empresa. Devido ao crescimento rápido da empresa e das diversas plataformas que tínhamos no parque de máquinas, vimos a necessidade de ter uma rede híbrida mas na época a atualização do parque de máquinas que antes rodava com Windows NT 4 era muito cara. Foi então que através de uma amigo que compartilhei os 12 disketes do Conectiva Red Hat Marumbi. Na empresa já tínhamos um Proxy Server que rodava FreeBSD e que só eu dava suporte.

Desde então comecei a participar de eventos de grandes empresas e também eventos como o FISL entre outros. Em 2003 em um evento na Prefeitura de São Paulo conheci um ícone das plataformas abertas o renomado Richard Stallman onde conversamos sobre diversos assuntos incluindo a importância da adoção de plataformas Open Source naquela época pela prefeitura de São Paulo. Minha paixão pelas plataformas open source mais precisamente pelo sistema Gnu/Linux e distribuições como Debian e Red Hat, me impulsionaram a querer mais conhecimento e a me aprofundar mais ainda em outras áreas de conhecimento no qual poderíamos aplicar as plataformas open source.


Um pouco mais de código e segurança da informação ….

Em 2002 fui trabalhar em uma das editoras mais pops de São Paulo a Conrad Editora. Iniciando como administrador de redes comecei a trabalhar na implementação de plataformas open source com uma das maiores migrações que já tinha feito até ali. Em um final de semana fizemos a migração de 70 estações trabalho com Windows XP para Red Hat 9. O conhecimento que eu habia adquirído nas empresas anteriores e também com as diversas madrugadas em claro estudando o código fonte do sistema Linux me deram bagagem para resolver todos os problemas que vínhamos tendo com a migração de toda esta base de máquinas. Eram diversas necessidades como um simples player de MP3/MP4 até integrações com plataformas de ERPs Microsiga.

Uma empresa que fez eu aplicar todo meu conhecimento de plataformas Open Source, Macs e plataforma híbridas. Se não bastasse em 2005 fui convidado a fazer parte de um novo projeto do grande amigo André Forastieri e nisto fui trabalhar na Futuro Comunicação. Iniciei ali minha trajetória como programador back-end e amante da poderosa linguagem PHP.

Além dos diversos portais de alta conversão como NintendoWorld, PC Magazine, Revista Smack, EGM, EGW, MSN Tecnologia e MSN Jogos eu também comecei a padronizar os sistemas todos os sistemas CMS utilizados na empresa. Foi ai que comecei um projeto pessoal chamado Blue Sytems CMS. Um CMS padrão MVC e 100% escrito do zero. Os sistemas que vínhamos utilizando até ali como B2 Evolution ( antecessor do WordPress) , Mambo,  Joomla, WordPress, Drupal faziam um mix de cms descentralizados e que exigiam suportes principalmente de segurança recorrentes.

Toda a arquitetura de informação do BSCMS foi feito para ser 100% compatível e seguro pois atendiam portais de alto desempenho e que eram diáriamente atacados. Aprendi com o tempo as técnicas utilizadas para as tentativas de ataque e isto me fez a olhar e pensar como os crackers para poder proteger estes projetos.

Fundando a primeira empresa

Em 2005 foi um ano que eu queria fazer mais, aprender, apreender foi ai que entrei na faculdade no curso de engenharia da computação na Unifai e também fundei com colegas de classe a Blue Systems Tecnologia. A empresa era básicamente focada em desenvolvimento web e infra estrutura. A empresa no qual eu trabalhava na época me convidou para assumir o departamento de tecnologia e web deles como diretor de tecnologia na Tambor Digital. Um valor muito importante para mim no ponto de vista de negócios foi o relacionamento próximo com os gestores da empresa e principalmente com o marketing. Naquela época começamos a vender publicidade nos sites e então começamos a cuidar das mídias programáticas de todos os portais tudo internamente. Tínhamos plataformas como o OpenX e também o Google DFP como aliados para esta tarefa. Gostei e me aprofundei neste assunto.

Trabalhei na Tambor até 2012 onde acabei fechando um cíclo de 10 anos trabalhando com pessoas incríveis e que me ajudaram muito como André Forastieri, André Martins, Isac Gueges, Alberto Kaduoca e toda a equipe. Sem dúvida uma das melhores empresas que havia trabalhado até então.

Voando um pouco mais alto…

Era 2012 quando entrei na Tucson Aviação pensando em voar ainda mais alto e aplicando todos os conhecimentos que adquíri até então. Tínhamos como projeto inicial reformular todo o departamento de tecnologia da informação da empresa aplicando as melhores práticas e melhores tecnologias até então pois estes seriam um píloto para um projeto ainda maior que seria o heliporto ( HBR ) em Osasco. Neste período comecei a focar mais na empresa nos projetos que tínhamos que exercer e passei de 2012 a 2015 focando neste projeto onde apliquei todos os recursos de alto padrão em gestão de equipe, segurança da informação, desenvolvimento de aplicações back-end, automação de servidores, virtualização entre diversas outras rotinas de uma departamento de ti de uma grande empresa.

Como nem tudo são flores, em 2015 devido a grande crise financeiro o contrato que tínhamos com a HBR foi encerrado, e ali aprendi da forma mais cruel a importância de você ter um negócio com quantidade de clientes e não só grandes contratos.

Criando a IndieWorks

A saída da empresa anterior me fez repensar e ter que tomar uma atitude urgente principalmente pelo motivo do Brasil estar passando pelo período de uma das maiores crises vistas até ali. Foi então que conheci um grande amigo que posso dizer que me ajudou demais neste período e confiou em um novo negócio a então chamada IndieWorks. O Diomede Ventura em um ano que trabalhamos juntos me passou muito conhecimento em negócios. No começo de 2016 o grande amigo Diomede nos deixou e com isto mais um vez vi a necessidade de inovar assumindo a responsabilidade de aplicar todo o conhecimento que ele havia me passado em negócios.

Onde eu quero chegar ?

algo que sempre procurei em toda minha trajetória profissional e empreendedora foi sempre possibilitar uma situação mais confortavél e sustentavél para as pessoas que participam do cíclo de trabalho por onde passo. Meu sonho ainda é ter um negócio no qual eu realmente possa me orgulhar de ter criado. Isto está a caminho, sei disso pois quem me guia e me comanda não faz parte deste plano.

Na área de tecnologia já vi e trabalhei com diversas plataformas, tecnologias, linguagens e metodologias. Vejo que preciso e estarei sempre aprendendo e doando conhecimento para aqueles que quizerem. Se tenho medo de ensinar ? claro que não eu preciso disto para me forçar sempre a querer aprender mais e mais…

 

Que Deus nos abençoe.

 

 

 

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.