Este primeiro tutorial aqui do novo blog é para dizer como foi criar a infra-estrutura com Docker para instalar o Ghost.

Você deve criar uma estrutura de pastas igual ao exemplo abaixo:

Screenshot de estrutura com Docker

Criando estrutura de pastas para Docker Compose

As pastas que devem conter dentro do diretório do seu projeto são:

  • database: volume utilizada para persistir os arquivos do banco de dados MySQL
  • ghost: utilizada para armazenar as instruções do Dockerfile e script de validação de conexão com o banco de dados
  • ghost-volume: volume utilizado para persistências dos dados do Ghost

Exemplo de Docker-compose

Você encontra um exemplo de arquivo Docker-Compose para este nosso exemplo no Gist abaixo. Você deve baixar o arquivo e armazenar na raiz do projeto com o nome docker-compose.yaml

gist:e70567cfc0c2616f5d8362aaed2e0ec7
GitHub Gist: instantly share code, notes, and snippets.

Iniciando e parando o container do Ghost

Depois de criar o docker-compose.yml você pode criar os scripts shell para iniciar e parar o container do Ghost.

Dentro do script você básicamente precisa adicionar para iniciar o container:

docker-compose up --build -d

E para finalizar / parar o container você pode adicionar a linha:

docker-compose down